Home » Cultura

79 anos – Orgulho de ser Porteirinha

12 dezembro 2017 203 views 0 Comentários

Por Cinara Damasceno e Flávio Alexandre

IMG-20171106-WA0013Uma beleza escondida no Sertão Norte-Mineiro. Pode não ser rica de grandes indústrias, de economia pulsante, mas causa orgulho em quem aqui vive ou por aqui já passou. O jeito tímido e acolhedor de Porteirinha, peculiar das cidades mineiras de interior, faz dela um lugar para se viver com qualidade. Quem faz parte de sua história, que já brincou em suas ruas, estudou em suas escolas, brincou em suas praças, batizou, casou, rezou ou se despediu de alguém em suas igrejas; ou jogou conversa fora à tardezinha na porta de casa ou nos famosos botequins, guarda no peito um amor incondicional por sua terrinha, e perde uma boiada se preciso for para defendê-la junto às outras tantas.

Se fecharmos os olhos e imaginarmos um porteirinhense nato, logo nos vem à mente um senhor agricultor, de mãos calejadas, botinas nos pés, chapéu de couro, embornal nas costas, camisa suada, com semblante de cansaço misturado com contentamento. Se pudermos descrever um aroma, é possível sentir cheiro da mistura do frango caipira com o arroz com pequi. Uma época boa? O São João, com as fogueiras, os ladrões de bandeiras, a quadrilha, o forró, a canjica e o quentão. Ao longo dos seus 79 anos de emancipação, esta mistura histórica, social e cultural foi formando a identidade dessa “pequena clareira no coração das matas”, hoje uma das mais importantes cidades da região.

Com quase 40 mil habitantes, Porteirinha tem suas raízes fincadas na agricultura, e a população rural equipara-se à urbana. Todos os anos, vê seus trabalhadores partirem em busca de recursos nas lavouras de café e cana-de-açúcar, deixando as famosas “viúvas de marido vivo” para trás. Alguns fecham suas casas por meses e levam a família inteira para o Sul de Minas, interior de São Paulo ou Goiás.

Há aqueles que, para se sobressair nos estudos, buscam formação fora ou até mesmo emprego, mas nunca perdem o sonho da realização profissional em sua cidade natal. O desejo de muitos é poder conciliar o sucesso com o aconchego do seu lugar. Nas épocas de férias e fim de ano, Porteirinha torna-se berço dos abraços apertados, das risadas e lágrimas de saudade, dos encontros e despedidas. E justamente às vésperas do Natal e Ano Novo, momento de maior intensidade e afirmação das relações afetivas, é comemorado o seu aniversário: 17 de dezembro.

Nossa História

Desde os tempos das expedições tropeiras, o município passou por diversos períodos, expansão demográfica, ascensão e declínio da cotonicultura (produção de algodão), inserção da política local na conjuntura regional, presença da mineração, constante crescimento da agricultura familiar e agora luta pelo reconhecimento e regulamentação da atividade queijeira.

Importante se faz lembrar que estes 79 anos de emancipação política não descartam toda a história construída antes desse período, como bem lembra Dona Palmyra Santos Oliveira, em seu livro “Porteirinha, história e genealogia”. As expedições que trouxeram os tropeiros até aqui nos primórdios do século XVIII, a formação do aglomerado de São Joaquim da Porteirinha, a elevação a distrito da cidade de Grão Mogol e, finalmente, a emancipação em 17 de dezembro de 1938. São períodos que se entrelaçam na formação histórica, social e cultural do nosso povo.

f3cf03ad043daadc973bb3a6636a6e89 IMG-20171020-WA0012
IMG_20171210_155510

Nota da Redação: Esta reportagem foi publicada em dezembro de 2011, na JP Revista, a edição nº 1 da revista do site Porteirinha Notícias. Apenas os dados como a idade do município e número de habitantes foram atualizados. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Use Facebook para comentar esta notícia



Deixe um comentario

Coloque o seu comentário abaixo, ou link de volta a partir do seu site. Pode também subscrever estes comentários via RSS.

ANTES DE ESCREVER SEU COMENTÁRIO, LEMBRE-SE: o site PorteirinhaNoticias.com.br nao publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei ou que não tenham relação com o conteúdo da notícia. Seja cordial. De sua opinião com responsabilidade!

Pode usar estas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Este site usa Gravatares. Para obter o seu proprio avatar-globalmente-reconhecido, por favor registe-se em Gravatar.